Hanuman

Hanuman : O Rei dos Macacos

Hanuman é o Rei dos Macacos, sendo cultuado de forma muito intensa pelos hindus. Segundo estudiosos ele representa um dos aspectos de Shiva.

Na tradição hinduísta, ele é o fiel companheiro de Rama (uma das sete encarnações de Vishnu).  Sabe-se que Rama, por sua vez, também é uma das deidades mais conhecidas por toda a Índia.

Por meio das histórias que se contam sobre a figura de Hanuman, percebe-se que ele encarna o aspecto concreto da força, possuindo poderes incomensuráveis. Outra característica muito importante presente nessa figura mitológica está relacionada ao fato de Hanuman ser dotado de um forte caráter, o qual se expressa em ações que o apresenta como possuidor de grande virtude.

Entre as lendas sobre Hanuman, destaca-se aquela que fala de Brijaspati, o guru das deidades, o qual tinha uma criada chamada Punyikastala. Em função de uma briga na quale la se envolveu, Brijaspati a transformou em um macaco e ela somente retomaria a sua forma anterior quando desse a luz a uma encarnação de Shiva. Em um de seus renascimentos, ela renasceu como Añyana e, como tal, passou a levar uma vida austere e dedicada a Shiva. Este, em função dessa sua dedicação e devoção a ele, sentiu piedade de sua sorte e tratou de lhe ajudar. Em determinada ocasião, enquanto Agni, o deus do fogo, entregava um prato de doces sagrados a Dasarath, rei de Ayodhya, uma águia aproximou-se e roubou uma das guloseimas dedicadas ao referido rei. Logo a seguir, a águia soltou tal alimento na mão de Añyana, enquanto ela meditava. Absorta em estado de meditação, ela comeu a sobremesa divina e deu a luz a Hanuman. Seu nascimento libertou a mãe, que voltou a ivenciar sua existência anterior, porém com mais consciência e sabedoria. Añyana revelou ao filho que ele seria imortal e que seu alimento seria composto de frutas maduras e brilhantes como o Sol.

Hanuman, quando criança, foi adotado, como discípulo, por Surya (a divindade relacionada ao Sol). Este lhe ensinou as sagradas escrituras hindus. O poder de concentração de Hanuman era tão forte que o fez memorizar os ensinamentos em muito pouco tempo. Apesar de possuir todos os conhecimentos presents nos textos sagrados do hinduísmo, Hanuman não se vangloria do muito que sabe, o que lhe confere uma de suas características mais essenciais: ser a própria expressão da humildade.